Considerado um dos maiores hospitais da Região Metropolitana de Campinas (RMC), o Hospital Estadual de Sumaré (HES) conta com 260 leitos distribuídos em um prédio de sete andares com 18.192 m2. Completam a infraestrutura da instituição três anexos administrativos que somam 2336 m2 e uma área de Ensino e Pesquisa distribuída em 813m2. Além disso, o hospital oferece 4.876m2 de estacionamento para funcionários e um heliponto com área de toque de 570 m2.

No contrato de gestão, o orçamento anual é divido em 12 parcelas iguais. Porém, o mais importante é destacar, que o cumprimento das metas de produtividade – 90% parte fixa – estão atreladas as metas de qualidade (10% parte variável). Esse modelo de gestão se fundamenta no sentido de contribuir para o processo de qualidade da instituição e com diversos indicadores como as reduzidas taxas de infecção hospitalar, de notificações de fármaco-vigilância, de cesárea e cesárea em primíparas, Código Internacional de Doenças (CID) secundário, relatório de alta, média de permanência, a satisfação do usuário, entre outros.

Todo o planejamento estratégico do Hospital Estadual de Sumaré (HES) é permanentemente avaliado, para que os recursos orçamentários e a eficácia da assistência sejam bem dimensionados, na tentativa de se adequar às demandas dos usuários da microrregião. Com a Secretaria Estadual de Saúde são realizadas reuniões a cada três meses, para avaliação do cumprimento de metas pré-estabelecidas no contrato de gestão e análise da variação dos custos operacionais do hospital.

As readequações de fluxo e os problemas assistenciais são discutidos mensalmente entre as secretarias municipais de saúde, diretoria do Hospital Estadual de Sumaré (HES) e a Diretoria Regional de Saúde 7 (DRS-7), que juntas definem as demandas microrregionais. Dessa forma, se estabelece para os municípios as cotas de vagas para agendamentos de consultas, exames e cirurgias, com prioridade para os serviços deficitários nas redes municipais, inclusive com acompanhamento de faltosos por município.

No plano de qualidade, tão importante quanto garantir a lógica de funcionamento do Hospital Estadual de Sumaré (HES) baseada em metas de produtividade, reavaliadas a cada ano, foi assegurar uma política efetiva de qualidade com assistência humanizada. Como desdobramento, a diretoria optou pela implementação da Acreditação Hospitalar, sob a supervisão do Instituto Qualisa de Gestão (IQG), a maior certificadora de instituições de saúde da América Latina.

A condição de estar vinculado à Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), especialmente à Faculdade de Ciências Médicas (FCM), foi um quesito fundamental para justificar o padrão de excelência na assistência e ensino, com reflexos expressivos na saúde regional. A elevação dos patamares de qualidade da instituição passa pela perfeita sintonia no atendimento multidisciplinar oferecido por docentes, médicos, residentes, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, assistentes sociais entre outros profissionais. Junto a esses profissionais circulam todos os anos cerca de 500 alunos dos cursos de medicina, enfermagem, farmácia e nutrição da Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). No tocante ao ensino e pesquisa, a formação de alunos e profissionais da área da saúde é outro compromisso do Hospital Estadual de Sumaré (HES). Todas as grandes áreas médicas (Clínica Médica, Cirurgia, Pediatria e Gineco-obstetrícia) com atividades de ensino no hospital, possuem uma chefia acadêmica sob os cuidados de um docente da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) e uma chefia executiva exercida por um médico assistente. Somando-se aos esforços de hospital de ensino está a qualificação de profissionais da área de saúde da Região.

Outra ação relevante para a manutenção dos padrões de qualidade do hospital foi o contínuo investimento em Tecnologia da Informação (TI). A modernização anual sistema MV 2000i, que administra as informações geradas em todos os setores do hospital, que prevê num futuro próximo um módulo exclusivo de prontuário eletrônico do paciente com certificação digital. Com a solução MV é possível o acesso a informações gerenciais em tempo real, a otimização de processos operacionais, o aumento de produtividade e o maior controle dos custos.

O hospital tem um moderno projeto arquitetônico que facilita a qualidade do atendimento e o acesso de pacientes e funcionários. Corredores espaçosos, iluminação natural, boa circulação de ar, leitos amplos e arejados, pintura das paredes em cores suaves completam o ambiente da instituição.

O hospital realiza uma média mensal de 1.200 internações, 1050 cirurgias, aproximadamente 6,5 mil consultas especializadas, 1500 atendimentos de urgência, 250 partos (referência alto risco) e cerca de 25 mil exames laboratoriais e 4000 de imagem/mês. A abrangência do hospital é para os municípios de Americana, Hortolândia, Monte Mor, Nova Odessa, Santa Bárbara do Oeste e Sumaré.

1998

A história do Hospital Estadual Sumaré remonta a década de 90. De extrema importância para uma das regiões mais desenvolvidas do Estado, o Hospital Estadual de Sumaré (HES) teve suas obras retomadas pelo governo Covas-Alckmin em 1998, após 10 anos paralisadas.


2000

Inauguração do Hospital estadual de Sumaré

Hospital Estadual Sumaré é um dos dez melhores do País.

Mutirão de cirurgia da mão

Governador Geraldo Alckmin visita Hospital Estadual de Sumaré

Comissão visita Hospital Estadual de Sumaré

Cirurgias de obesidade mórbida

Primeira cirurgia cardíaca em uma criança com diagnóstico de persistência do canal arterial

Certificação da Acreditação com Excelência

Treinamento para a obtenção da uma certificação de Acreditação Canadense

Novo aparelho de retinografia digital e de fotocoagulação

O médico James Robblee, chefe da Divisão de Anestesiologia e Cardiologia da Universidade de Ottawa, coordena a avaliação do Hospital Estadual Sumaré

Modalidade cirúrgica inédita foi avaliada com sucesso pela equipe de neurocirurgia do Hospital Estadual de Sumaré

Luiz Roberto Lopes assume direção do HES

Implantação do Programa Rede Cegonha

O reitor da Unicamp, José Tadeu Jorge inaugurou o Centro Oftalmológico do Hospital Estadual de Sumaré


Outras unidades desta área